• Apresentar projeto de criação de Programas de Fomento às Artes em todas as suas dimensões nos moldes do “Programa de Fomento das Artes da Cena” elaborado com ampla participação em 2014, mas que infelizmente foi engavetado pelo governo Jonas, devido ao caráter plural e democrático que propunha o que romperia com as amarras clientelistas da atual gestão. A proposta estrutura uma política de Estado para a cultura com o pressuposto de que ela é um direito humano inalienável equivalente à liberdade ou à vida e respeitá-lo é fundamental para democracia. Envolve a pesquisa da produção cultural nos territórios, o protagonismo das comunidades e a continuidade da política pública sem atrelamentos aos gestores.

Avalie essa proposta